quinta-feira, 11 de março de 2010

Ilha do Medo não é nada apavorante

O novo filme do diretor Martin Scorsese, Ilha do Medo (Shutter Island), estrelado por Leonardo DiCaprio e Mark Ruffalo, estreia amanhã nos cinemas da capital.

A história começa com o desaparecimento de uma presa do Hospital Psiquiátrico Ashecliffe, localizado numa ilha distante nos EUA. Teddy Daniels (DiCaprio) e Mark Ruffalo (Chuck Aule) são os agentes federais indicados para ir até a ilha resolver o mistério. O ano é 1954, durante a Guerra Fria, e quando os agentes chegam em Ashecliffe percebem que há mais coisas ocultas do que eles imaginam. Com a aproximação de uma tempestade, eles têm que ficar por lá por algum tempo, e cada vez mais se envolvem com os mistérios do local. Os presos são de alta periculosidade e são tratados como pacientes de psquiatria, mas Teddy percebe algo estranho na maneira de médicos e trabalhadores agirem e teme não conseguir mais sair daquela ilha.

O filme teria inicialmente o nome de "Paciente 67", mas foi substituído por Ilha do Medo. Eu acho que o primeiro nome teria mais a ver, mas acredito que por uma questão de suspense mesmo, mantiveram o segundo. De medo, a ilha não tem nada. Quando vi o trailer, confesso que me entusiasmei com o filme, achei que seria um suspense daqueles de pular da cadeira. A verdade é que o trailer não condiz com a expectativa do filme.

Vamos por partes. DiCaprio e Ruffalo estão muito bons em seus papéis. Sei que tem muita gente que critica DiCaprio, principalmente porque ficou muito marcado como o babaquinha Jack de Titanic. Mas vamos dar um voto para o cara, ele fez filmes muito bons como Diamante de Sangue, Rede de Mentiras e Os Infiltrados e se saiu bem. Tem atuado como gente grande. E nesse filme também atuou bem. Talvez o filme deixou a desejar, e daí não adianta forçar o personagem.

Primeiro porque tentaram passar uma imagem de filme de terror, de um baita suspense, quando que no meio do filme você descobre a charada. Já dá pra ter uma ideia do que vem no final, ou pelo menos você fica na dúvida. Depois porque faltou um pouco mais mesmo desse suspense no filme, desses momentos de pular da cadeira, e assim acaba ficando meio que chatinho em suas cenas de flashback de Teddy com sua esposa falecida. Até aí eu posso contar, o cara vive vendo espíritos.

Talvez eu possa estar sendo injusta com o filme, mas de fato, não foi o que esperava.



Os agentes Chuck e Teddy ao chegar em Ashecliffe

4 comentários:

  1. ohhh! ainda não vi o filme , verei domingo, e estou indo ver acreditando que a estória está toda na cabeça do sujeito e que é ele o paciente misterioso.
    Espero não ficar decepcionada. O que é difícil pois eu gosto de quase tudo,hehe.
    Abração Silvia.

    ResponderExcluir
  2. Ah, que sacanagem. O trailer realmente passa uma idéia de filme super assustado, enfim... Mesmo assim quero ver.
    Sobre a previsibilidade, acho que pelo próprio trailer (pelo que eu vi, pelo menos) dá pra ter uma idéia de uma "revelação" do filme, mas vou tentar ver!

    ResponderExcluir
  3. Vi o trailer e achei que seria assustador. Mas pelo jeito não é! Vou seguir suas dicas, mas vou assistir para ver como é.

    ResponderExcluir
  4. Cruzas!rs O trailer me assustou bastante. Tanto que fui postergando até hoje. Agora que vc diz que não é pra tanto, animei em ver.rs

    Na verdade, me remete um pouco a "Espelho do Medo", que parece ter até continuação. Filmes do tipo: não sou fã.

    Agora so de rever o bello bello Mark Ruffalo. Ai ai ... Não vi o último dele, listado no Globo de Ouro.

    Aliás, não é a primeira vez que o que é terror, não é. E que os trailers impactam mais do que o próprio filme. Dá-lhe edição!!!

    ResponderExcluir