quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Review: Glee: 3.04 - “Pot O’Gold”


Depois de algumas semanas em hiato, Glee volta com o vencedor do "The Glee Project", Damian McGinty, que fará o papel do estudante irlandês que está em intercâmbio, Rory Flanagan.
O menino está instalado na casa de Brittany, que acredita que por ele ser irlandês, trata-se de um duende disfarçado. Tadinha da Brittany, tão burrinha que nem dá pra comentar.
Apesar da babaquice dos pedidos da loirinha para o suposto duende, que quer em troca seu “pote de ouro” se eles se realizarem, o episódio teve muito mais que isso.
Teve, por exemplo, Santana sendo convencida por Mercedes a mudar de clube e passar para a turma da Shelby. E Santana não quer ir sozinha, quer sua namoradinha ao seu lado.
Tem também Sue, candidata ao congresso, que consegue incitar a raiva nas pessoas mostrando que o orçamento dispensado a musicais na McKinley são absurdos. Mas ao saber que seu filho poderá sofrer as consequências disso, Burt, pai de Kurt, resolve comprar a briga: arranja o dinheiro para promover os musicais e passa a concorrente de Sue no congresso. Foi a melhor parte do episódio o discurso de Burt, curti muito o cara desbancando Sue ao vivo.
Outra situação que estava no pano de fundo do episódio foi a aproximação de Quinn e Puck com sua filha Beth. Só que Quinn tentou jogar sujo para ter a filha de volta, enquanto Puck parece estar de fato apaixonado pela menina e começa a se aproximar também de Shelby.
Já que Rory foi desmascarado como duende e não conseguiu seu pote de ouro, sobrou pra ele a amizade de Finn, que o apresenta ao New Directions e acaba ganhando uma vaguinha na turma.
Foi um episódio interessante e teve boas músicas. Creio que o que vai pegar daqui pra frente é essa rivalidade entre corais na McKinley. Espero que a gente saia ganhando com as canções.

Nenhum comentário:

Postar um comentário