quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Review: Dexter: 6.09 - “Get Geller”


Putz grila (pra não dizer algo mais forte)! Por isso que gosto de Dexter, sempre tem algo para me surpreender. E eu que chamei Travis de boboquinha e acreditei que era um pobre coitado, incapaz de tanta maldade, que seria a próxima vítima de Geller!

Foi surpreendente saber que na verdade Geller está morto, e que Travis é quem é o Assassino do Apocalipse. Incrível, não? Quem aí acreditava nisso?

Pelo que parece, Travis é uma espécie de bipolar, tem duas personalidades ou se faz passar por outro de propósito. O que interessa é que foi ele quem armou e matou todas aquelas pessoas, e que na verdade Geller foi uma de suas vítimas e estava congelado num freezer no porão da igreja abandonada.

É bem sensato se lembrarmos que ninguém viu Geller, a não ser Travis. Ainda não entendi se ele armou pra Dexter ou se tudo foi jogo de sua dupla personalidade. O que importa é que o serial killer agora está nas garras desse maluco, trancafiado no porão e sabe-se lá quem o poderá salvar...

Debra está chegando perto de toda história, mas vai ser meio estranho se ela descobrir que seu misterioso irmão também está envolvido nesse assunto. Aliás, com essa de Debra fazer análise e contar seus problemas com Dexter para a psicóloga, ela também poderá estar bem perto de descobrir a verdadeira identidade do irmão.

Achei interessante o fato de Dexter jogar na cara do pai que ele quer ensinar Harrison e estar presente em todos os momentos para que o filho não se torne como ele. Bem verdade, pois apesar da ausência de Dexter, ele sempre recompensa muito bem os momentos que tem com seu filho, além de o afastar de coisas que possam o comprometer. E na verdade, o que Harry fez para que Dexter largasse o seu passageiro sombrio?

Outro ponto legal da série foi Quinn pagando o maior mico após ter dormido com uma mulher velha e acabada. Isso que dá beber demais. Quanto à cena de Quinn jogando verdades na cara de Batista e os dois rolando no chão, foi patética. Pareciam dois bêbados brigando. Legal mesmo foi uma mulher que mandou Batista soltar Quinn, senão ela iria chamar a “polícia”. É, minha senhora, essa é a sua polícia de Miami.

O que está me intrigando mesmo é esse tal de Louis. Quem é esse cara afinal? Nesse episódio descobrimos que foi ele quem “comprou” na internet a mão cortada pelo Ice Truck Killer. Mas já está dando pra perceber que ele tem uma quedinha por Dexter. O que será que ele quer? Já vi que o lance com a irmãzinha de Batista é mais para chegar à casa do serial killer. Aguardemos, isso está me encafifando os miolos!

Um comentário:

  1. sou doida pra começar a ver Dexter! Sempre que vejo um episódio perdido gosto! Apesar de ser "forte" é bem bacana! Preciso de tempo pra começar a ver desde o começo!
    AHHHHH é muita série pra acompanhar!
    Tb estou viciando em Revenge rsrs! É ótima!
    Qq dia eu enloqueço querendo ver tudo!

    ResponderExcluir