quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Dia de banho nas gatas

Ontem foi um dia muito quente, logo veio a ideia de dar banhos nas meninas (é assim que chamo minhas gatas, Phoebe e Belinha).



Dia de banho não é nada fácil. Todos sabemos que os gatos tomam o famoso “banho de língua”, o que é para eles a higienação normal. Mas em casa a poeira e os próprios pelos soltos por eles deixam a casa sempre suja, o que necessita de uma aspiração diária. Mas toda essa sujeira também vai para o pelo dos bichanos, então vemos que há necessidade de um “banho humano” sim.

Tentei acostumar minhas meninas desde cedo a tomar banho. O primeiro banho da Belinha foi uma graça. Dei banho nela no tanque, usando uma água morna. Ela nem miou. Mas do segundo banho em diante....Que dureza! Ela miava, tentava fugir, tanto que passei a dar banho nela no box do banheiro mesmo.

Já a Phoebe não é de ficar miando, mas fica meio impaciente. No banho de ontem queria porque queria ficar abraçada em mim durante o banho. Resultado: acabei toda molhada e com alguns pequenos arranhões no corpo. Mas ela não os fez para machucar, e sim porque ficou mais impaciente mesmo no final. Geralmente a Phoebe não reage aos banhos que dou.

Para evitar maiores nervosismos, evito ligar o chuveiro, pois o barulho dele pode as estressar. Esquento água, ponho num balde e dou o famoso “banho de canequinha” nelas. Acho mais tranqüilo, pois sem o barulho do chuveiro elas ficam mais quietas. Pelo menos para a Belinha foi melhor assim.

Não consigo usar o secador de cabelos nelas, pois qualquer dos objetos que façam “vrummmmm”, elas têm medo. Então tenho que lava-las somente em dias bem quentes, para que fiquem se secando no sol mesmo. E elas gostam, se lambem e dormem tranquilas.

Apesar da trabalheira que dá arrumar todo esse banho delas, vale a pena ver o resultado final: gatas limpas, cheirosas, pelos sedosos o sossego das bichinhas.


Belinha tomando um solzinho


Phoebe tomando seu banho após eu dar o meu banho

Nenhum comentário:

Postar um comentário