segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Excesso de gente atrapalha Festa da Achiropita

Estive nesse sábado, 14/08, na Festa da Achiropita, no tradicional bairro do Bexiga, em São Paulo. Nunca fui na festa, então fui aproveitei a noite fria que estava na cidade para conhecer e comer algo bem saboroso.

Não sei se costuma ser assim, mas o lugar estava tão cheio que não tinha nem como se andar nas ruas. As filas para se comer algo davam voltas como a fila da montanha russa do Playcenter. Estava com tanta vontade de comer a tal da fogazza que aos poucos, ao ver as filas e o excesso de pessoas que havia por ali, acabei perdendo foi a paciência.

Sinceramente, não sou fã de lugares muito cheios, mas como ainda não conhecia a festa, não tinha noção de que era assim. Vi muita gente reclamando da falta de organização do evento, já que as pessoas não conseguiam nem se locomover.

A sorte mesmo foi encontrar um casal de primos na fila da fogazza que acabou por comprá-las para nós, e assim matei a vontade que estava.

Para quem gosta de festas ao estilo italiano, é interessante passar lá e conhecer. Se está sempre cheio assim, não sei dizer, mas se não gosta de muita muvuca será melhor mesmo procurar uma das várias cantinas italianas que há nas proximidades. E vá se preparando para o estacionamento, se acaso for de carro. Fica em torno de R$ 25 a 20 se você quiser estacionar perto do local. Estacionei no final da rua Santo Antonio e paguei R$ 6. Andei mais para chegar lá, mas o prejuízo foi menor.

Na festa você irá encontrar, além da tradicional fogazza, macarrão de vários tipos ao molho de tomate, polenta, pizza, e até churrasco. Você pode conferir todos os finais de semana de agosto.

A Festa da Achiropita acontece nas ruas 13 de Maio, São Vicente e Dr. Luiz Barreto, aos sábados das 18h às 24h, e aos domingos das 17h30 às 22h30. A entrada é franca.

2 comentários:

  1. Olá Sivia, também vim espreitar aManha e já estou a seguir com atenção. O seu tema do seu post é bem actual, pelo menos aqui em Portugal ainda há pouca noção de que um animal emcsa é xactamenteigual a um famikiar. Beijo grande, a gente volta. Ah já sabe onde encontrar pão maravilhoso...francês. RSSS.

    ResponderExcluir
  2. Oi Silvia!
    Nossa, realmente, aquela festa tava um inferno. Não tem Nossa Senhora de Achirupita que me faça pensar o contrário. Aquilo é a FESTA DO CAPETA!Achei que tava daquele jeito por que era o último dia, mas vi que estava errada.

    ResponderExcluir