quinta-feira, 26 de maio de 2011

Review: Glee – Season Finale 2.22 – “New York”

E eu que achava que esse seria o episódio mais legal da temporada.... Que nada, muita música nada a ver e sem nada a surpreender.
O episódio começa com a turminha desembarcando em NY, com todo o entusiasmo de quem nunca viu tanta novidade e beleza. Enquanto os adolescentes tentar destruir o quarto, Mr. Schue fica pensando se deve ou não partir para uma carreira na Broadway.
As músicas tocadas neste season finale não foram muito bem escolhidas (na minha opinião), com exceção às cantadas na apresentação das regionais. A música que fizeram para aclamar a cidade, “New York”, não tem letra e é sem graça.
O fato de fazer de Nova York uma “Paris” também não teve nada a ver. Finn manda uma mensagem para se encontrar com Rachel e declarar seu amor por ela. Eles saem, jantam juntos, mas ela não aceita o beijo do garoto, que fica arrasado.
Enquanto isso, Quinn está amargando o fora que levou de Finn. Junto de suas antigas amigas, Santana e Brittany, ela parte para uma nova fase em sua vida, agora de cabelos curtos.
Outro casal que está namorando às escondidas é Sam e Mercedes. Essa foi uma boa sacada, já que ninguém imaginaria que estava rolando uma química entre eles. Os dois são muito “gente boa” e estavam merecendo uma ponta de destaque.
Nas regionais, Rachel dá um grande apoio a sua rival do Vocal Adrenaline, que sobe no palco e arrasa. Isso acontece também com o New Directions, que se sai muito bem, mas escorrega no tomate no final da apresentação. Isso porque os pombinhos Finn e Rachel resolvem dar o beijo (que era para ser dado durante o encontro) em pleno final da apresentação. Ninguém aplaude. Silêncio total. Somente Will para puxar as palmas.
Como era de se esperar, até mesmo para dar uma continuidade e mais foco na série, o Glee Club não se classifica entre os dez primeiros e é desclassificado das regionais. De volta a sua realidade, todos tentam se conformar com a situação, felizes porque Will desistiu de ir embora.
“New York” deixou a ponta de que velhos e novos romances balançarão a próxima temporada, sem sabermos de Sue Sylvester (que não apareceu neste episódio) continuará pegando no pé da moçada.
Como sempre digo, Glee teve uma bela primeira temporada e uma segunda muito morna. Espero que para a próxima as músicas sejam mais bem escolhidas, já que não sou chegada em musicais da Broadway. E espero também ver de uma vez por todas Finn e Rachel juntos, e que Quinn desista de vez do moço. Já chega né?


Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário