terça-feira, 22 de junho de 2010

Glee apresenta final de temporada cheio de emoções

Atenção! Spoilers para quem ainda não assistiu ao season finale da primeira temporada


Chegou ao fim a primeira temporada de Glee. Como era de se esperar, todo o atropelo foi deixado para o último episódio: a participação do New Directions nas Regionais, as últimas decisões para essa participação onde se inclui romance e nervosismo, a redenção de Sue, o nascimento do bebê de Quinn...enfim, um episódio bem agitado.


Finn diz a Rachel que a ama e partem então para a primeira apresentação do clube. Escolheram um medley de Journey, nome do episódio 1.22, e mandaram bem. Porém, o Vocal Adrenaline apostou em Queen e seu Bohemian Rhapsody e deu um verdadeiro show de interpretação.


Enquanto a música rola, Quinn percebe que sua bolsa estourou e corre para a maternidade. Tudo ao mesmo tempo. Quinn tem o bebê, ao lado de sua amiga Mercedes, e decide mesmo entrega-lo para a adoção.


Já na votação para as Regionais, vemos Olívia Newton-John e outros jurados denegrindo o New Directions, e Sue Silvester, que pretendia acabar com o Glee Club nessa ocasião, é a única que aposta de verdade neles. Megera, mas nem tanto. Ela ainda chantageia Figgins para dar mais um ano de chance para o clube. E assim os pupilos de Mr. Schue voltam a se animar, já que perderam as Regionais para o Vocal Adrenaline.


Bom, seria até chato se eles ganhassem né? Uma porque o Adrenaline deu um show mesmo, apesar do New Directions ter levantado o público. Outra porque se eles ganhassem, a série não teria muita motivação para sua segunda temporada. E se já temos uma terceira garantida, imagino que esse próximo ano os garotos terão que ralar muito.


Outra coisa marcante no season finale foi o fato da mãe de Rachel adotar o bebê de Quinn. Mas se ela já entregou uma filha para adoção, porque agora quer pegar uma na mesma situação? Isso só veremos na próxima temporada, mesmo porque não me conformei com a atitude da menina, e acredito que isso vai mexer muito com todos os envolvidos.


Para um último episódio foi legal, mais ao velho estilo Glee, já que penso que a série perdeu um pouco o rumo no retorno das férias da primeira temporada.


Com mais duas temporadas garantidas, Glee mostra através de seu índice de audiência que está firme em seu horário. Comenta-se até que Daniel Radcliffe, o bruxinho Harry Potter, teria demonstrado seu interesse em participar da série, além de outros famosos que vivem sondando para fazerem uma ponta ou terem suas músicas divulgadas por ali.

O que acho é que as histórias precisam ser mais bem elaboradas, pois ficaram meio fraquinhas. Até as músicas escolhidas para cada episódio deram uma decaída. Mas Glee tem tudo na mão para ser um grande sucesso. Esperemos pela segunda temporada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário