sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Reviews: Glee: 3.13 – “Heart” / 3.14 – “On My Way”

O episódio Heart é especificamente para falar sobre o Valentine’s Day. O que está cansando é essa historinha de casamento entre Rachel e Finn. Dois inconsequentes que nem sabem o que querem da vida direito, e agora os pais tentam impedi-los de alguma forma de realizar essa estupidez.

E por falar em pais, adorei conhecer os da Rachel! São muito engraçados, bem a cara da loucura dela mesmo.

Achei nada a ver essa frescura da Mercedes em desistir de Sam porque magoou e traiu Shane, e agora não merece mais amar. Ah, filha, para vai! E tudo serviu para encaixar a homenagem à cantora Whitney Houston, morta recentemente. Na voz de Mercedes ficou muito bom "I Will Always Love You".

A briguinha entre Rory e Artie para ver quem fica com Sugar foi um porre. Aliás, Rory é um porre. Só ganhou a disputa porque comprou a tolinha da Sugar. Para mim, foi um personagem que não vingou.

O ponto alto da discussão foi o “pode ou não pode” beijo gay na McKinley. Enquanto Finn e Rachel se engalfinham pelos corredores, Santana foi proibida de beijar sua namorada Brittany. A discussão foi boa, envolvendo até a parte evangélica do elenco (Mercedes, Sam, Quinn (hã?) e o novato cabeludo), a qual acabou cantando e oferecendo uma canção de amor de Santana para Brittany.

Karofsky apaixonado por Kurt? Quem diria, hein?

Agora, deixando esse episódio meloso e tolo de lado, vamos nos focar no 3.14. Esse sim valeu a pena.

Todos se preparando para as regionais e as briguinhas tolas entre os Warbles e News Directions chega ao fundo do poço com a chantagem de Sebastian. Ô carinha mais arrogante, viu!

Mas acho que o clima desse episódio foi bem pesado mesmo com a tentativa de suicídio de Karofsky. O tema foi inteligente e mexeu bastante com o episódio. Achei uma boa sacada alertar esse tipo de atitude, até porque tudo veio dos bullyings que o garoto sofreu (e que, aliás, fez outros sofrerem a mesma coisa) por ser gay. 

Tudo bem, o menino não morreu, pelo contrário, serviu como motivo para que os clubes de corais parassem de vez essa briga estúpida. Todos no palco, se apresentando, e no final eis que o News Directions ganha a competição. Ah, na boa? Já fizeram melhor. Desta vez achei que os Rouxinóis deram um show.

Antes de chegar ao final fatídico, quero dizer que estou amando a nova fase de Sue. E não é que a megera engravidou mesmo?! Bom, foi ela quem disse isso... Mas legal o comportamento dela ter mudado, estou curtindo pacas!

Então... Quinn está linda, consegue o direito de voltar para as Cheerios, volta às pazes e promete ser madrinha de Rachel, que já está no altar esperando ansiosamente sua chegada e..... E o que?? Morre? Apenas se acidenta? Agora só em abril para saber, porque a série entra em hiato novamente, mas cá pra nós, estou sentindo um cheirinho de tragédia no ar. 

O episódio foi forte, sinistro mesmo, mas gostei do resultado. Esperemos abril chegar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário