segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Review: Glee: 3.11 – “Michael”


O tal episódio-homenagem ao rei do pop, Michel Jackson, enfim chegou. Não sei se digo que deu para os gastos, ou que faltou coisas ali.

Primeiro que achei algumas músicas e cenas mal escolhidas. Excesso de confusão entre os Rouxinóis e a turminha do News Directions, só para encaixar musiquinhas com fundo rebelde como “Bad” e “Smooth Criminal”. Muito ridícula a atitude daquele tal Sebastian, querendo machucar Kurt. Agora, cá entre nós, tudo isso está acontecendo porque o Blaine permitiu né? Ah, quando um não quer, dois não brigam.

Adorei mesmo ver Mercedes e Sam cantando “Human Nature”, uma das melhores para mim do rei do pop. E estava na cara que iria rolar um clima.

Aquele lenga-lenga entre Finn e Rachel está cansando. Ela não quer casar, mas o cara não quer aceitar o não da garota. Como Kurt é um finalista para a escola de Nova York e Rachel nem recebeu a carta, ela diz sim? Não soube esperar, porque agora é uma finalista também, e quero ver se ela vai ou não ouvir o conselho de sua ex-rival Quinn para deixar o menino e seguir sua carreira de estrela.

Agora, a cena para se bater palma foi com certeza a que eles cantaram “Black or White”. Perfeita! Artie cantando está demais (e não podemos esquecer que o garoto dança pra caramba), e aquele final onde os rostos diferentes mudam e fazem a fusão do black or white ficou demais! O final salvou todo o episódio, que meio que ficou perdido em brigas “bad” e disputas sem graça.

Um comentário:

  1. Concordo. Acho que foi um episódio todo manipulado e forçado pra encaixar as músicas, mas deu pra divertir. Smooth Criminal ficou lega, Black or White excelente e Scream... me deu muita vergonha alheia, juro! hahahaha

    ResponderExcluir