segunda-feira, 11 de julho de 2011

Asilo para animais, uma realidade na Grã-Bretanha

Há dez anos foi criado na Grã-Bretanha um asilo para animais idosos. Cerca de 50 animais convivem na Tindledown Farm, uma fazenda que tenta recriar o ambiente de uma casa comum para que os bichos se sintam confortáveis como em sua antiga casa.
A ideia surgiu quando os moradores detectaram um problema: a pessoa morria ou se mudava e o animal ficava abandonado e triste. O asilo conta com voluntários para tratar de cães, gatos, cavalos e bodes que vivem por lá, além de arrecadar fundos para a sua sobrevivência. Segundo os funcionários do local, é mais fácil o animal que vivia em uma casa se adaptar em outra do que em um canil.

Essa é uma realidade existente em todo o mundo. Animais ficam velhos e muitas vezes são abandonados, ou perdem seus tutores que muitas vezes são idosos. Sempre alerto para quem quer adotar um bichinho: ele, assim como a gente, precisa comer, ir ao médico, faz travessuras e fica velho. Algumas pessoas não têm paciência para essas situações, e acabam abandonando o bichinho quando ele “dá algum problema”.
Seria muito bom que tivéssemos preocupação com esse tipo de criação, que ao menos o governo realmente se importasse com o futuro dos animais carentes e abandonados. Mas na realidade, nem os próprios seres humanos, crianças e idosos jogados à própria sorte, não têm essa garantia, quanto mais os animais...
A política da Grã-Bretanha se preocupa muito com eles. Lá, os animais são vistos com muito respeito. Apesar de terem até uma realidade um pouco ultrapassada, meio que parada no passado, nesse ponto acredito que estão bem mais avançados. Quisera se um dia essa também for nossa realidade...


Nenhum comentário:

Postar um comentário