quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Crítica: A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 1


Começando o ano com a crítica de um filme já um tanto assistido, creio eu. A correria do fim de ano me deixou um pouco longe dos filmes, tv e, claro, do blog. E o começo do fim da tão comentada Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 1 (The Twilight Saga: Breaking Dawn - Part 1), eu só pude ver agora, no começo de 2012.

A coisa agora rola em torno do tão sonhado casamento de Bella (Kristen Stewart) com o vampiro Edward (Robert Pattinson), ainda que muitos fãs a queriam ver ao lado do lobo Jacob (Taylor Lautner).

Apesar de parecer que a menina está indo de encontro com a morte (o que de certa forma, está mesmo), o casamento acontece, entre olhares de tristeza, insatisfação e até aceitação. O mais intrigante fica por conta do presente oferecido por Edward a sua noiva (quem viu, com certeza o achou panaca até o fim).

As tão comentadas cenas da lua-de-mel no Rio de Janeiro ficam frustrantes para quem esperou tanto para ver o resultado. De Rio mesmo, você verá apenas o Cristo e os Arcos da Lapa. O resto fica por conta da imaginação americana de que o samba tocado aqui é uma mistura de música de capoeira e candomblé, de que nossas favelas são casinhas coloridas e que o povo brasileiro vive se agarrando e se esfregando no meio da rua. 

Em Amanhecer – Parte 1, Jacob se opõe à própria tribo para defender o destino de Bella, que (absurdamente) engravida de Edward durante a lua-de-mel (em 14 dias, ele conseguiu) e corre risco de morte por gerar um bebê-vampiro. De um modo geral, o filme mais parece briga de cachorro louco, com os vampiros, que antes pareciam tão fortes, correndo para não serem engolidos pelos lobos.

As cenas são muito bem editadas, o que ajuda muito em uma história parada e pouco empolgante. O triangulo amoroso é cansativo, e Edward chega a irritar com sua “educação” e boas maneiras. Para quem não leu o livro, como é meu caso, algumas cenas ficam meio que perdidas, sem explicação plausível. A sorte é que eu tinha alguém ao meu lado que sabia as respostas.

Entre o nasce-ou-não-nasce do bebê, e do vira-ou-não vampira de Bella, acho que as cenas finais foram as mais interessantes. O “up” final de Bella deve chamar atenção para a continuação e final da saga.

Tentei não colocar muitos spoilers aqui porque acredito que muita gente ainda deva assistir ao filme. Mas se você já viu, deixe aqui a sua impressão, e o que achou da “impressão” sentida por Jacob. Confesso que fiquei impressionada com o futuro dele....

2 comentários:

  1. Sil, eu li os livros e com certeza o último é mais animado do que o filme.
    Só não podemos esquecer que é um filme de ficção né, então coisas que parecerem absurdas, tem que ser vistas com outros olhos!
    Percebi que não gostei muito desse pq só assisti uma vez até agora rsrs! Geralmente, nos anteriores, qq amiga minha que me chamasse para ir ao cinema eu ia, ainda que já tivesse visto!
    ps: não lembro o que o Edward deu pra Bella acredita?! rsrs
    bjos

    ResponderExcluir
  2. Eu fui com a expectativa muito baixa mesmo por ter odiado Eclipse e tive uma surpresa sensacional, sério. Nunca li o livro, mas achei o filme muito bom, talvez o melhor da série até agora. Gostei mesmo. A cena da "impressão" ficou ótima!

    ResponderExcluir