quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Série aborda temas considerados “tabus” e discute problemas adolescentes

Atenção: Spoillers!!!

A nova série Glee não é só uma série para adolescentes com romances e traições. Mais que isso, Glee aborda temas que questionam e incomodam os adolescentes como sexo, gravidez na adolescência, relacionamento gay e por aí vai.


Rachel (Lea Michele), a voz mais bonita da menina mais desprezada da série, é filha de pais gays e mãe lésbica. A cantora lida bem com sua situação e não esconde de ninguém sua verdadeira filiação.

Já Kurt (Chris Colfer) começou na série mostrando ser um menino delicado demais, caçoado pelos outros colegas da escola a ponto de ser várias vezes jogado na lata do lixo como castigo. Chegou a negar sua preferência sexual aos amigos, mas acabou assumindo até para seu pai que na verdade é gay. Kurt guarda um sentimento por Finn (Cory Monteith), por quem acredita nunca conseguir conquistar o coração.

E colocando mais discussão na questão relacionamento homossexual, agora são as líderes de torcida Brittany (Heather Morris) e Santana (Naya Rivera) que confessaram estarem dormindo juntas. Em uma conversa sobre o relacionamento entre Santana e Puck (Mark Silling), a menina diz que não está namorando Puck já que para ela sexo não é namoro. Brittany deixa então escapar a frase: “Se sexo fosse namoro, então eu e a Santana estaríamos namorando”.

Na vida real, Chris Colfer e Jane Lynch (a treinadora Sue), assumiram sua preferência homossexual.

Outra questão tratada em Glee é a gravidez na adolescência. Quinn Fabray (Dianna Agron) está grávida de Puck, com quem traiu seu namorado Finn. Por achar que Puck não será um bom marido e pai, ela decide jogar a responsabilidade para o namorado, com quem na verdade nunca teve uma relação sexual. Acontece que Finn sofre de ejaculação precoce (outro tabu discutido na série), e ela o engana dizendo que teria engravidado numa ocasião em que Finn não conseguiu se "segurar" após um amasso ocorrido em uma jacuzzi. Agora sua dúvida é ficar ou não com o bebê, e como continuar enganando Finn sobre a paternidade. Além de que Sue a expulsou das Cheerios por achar que uma grávida ridicularizaria sua turma.

Em sua primeira temporada, percebemos que Glee tem tentado tratar desses assuntos às vezes ocultados em séries adolescentes, o que pode ser um ponto positivo se souberem levar de maneira esclarecedora e educativa.

Glee é exibida na TV paga Fox às quartas, 22 horas.

Fonte: Terra TV
http://diversao.terra.com.br/tv/noticias/0,,OI4148945-EI12993,00-Lideres+de+torcida+se+assumem+lesbicas+em+Glee.html


Um comentário:

  1. Amiable dispatch and this enter helped me alot in my college assignement. Say thank you you as your information.

    ResponderExcluir