quarta-feira, 13 de maio de 2009

Um dia de passeio em Santos


Desde pequenininha sempre fui a essa cidade. Santos, na década de 80 (quando eu era criança...), era tradicionalmente conhecida como a "cidade dos farofeiros", assim como a vizinha Praia Grande.
Pretendendo fazer um passeio de apenas um dia em algum lugar mais próximo de São Paulo, optei por Santos. Meu marido, que conheceu a cidade naquela época da farofa, de início não achou legal a minha idéia. "Mas o que vamos fazer em Santos? Aquela cidade é muito feia!", disse ele.
Ele fazia tempo que não ia lá, mas eu já havia retornado outras vezes nessa década e sabia que a cidade tinha mudado muito, que aliás, estava muito bonita. Sem um lugar mais próximo para irmos com nossos amigos, resolvemos então descer a serra.
Ao chegar na cidade, meu marido já percebeu que ela havia mudado. E muito. Santos agora é típica cidade turística, cheia de atrações como museus, aquário, e a orla toda cheia de estátuas, fontes e banquinhos. Ah, e detalhe: a cidade é muito bem sinalizada, trazendo inclusive a tradução do ponto turístico para o inglês!



Começamos o passeio em São Vicente, na bela Ilha Porchat. Aquele lugar é muito lindo. Tá certo que é ponto de "bacana", mas lá no alto você encontra um mirante que é espetacular. O lugar foi projetado por ninguém menos do que Oscar Niemeyer. A vista lá de cima é perfeita, cinematográfica.



São Vicente também tem outra novidade: um teleférico. Bom, não me lembro disso na minha infância por lá. O passeio custa R$ 12,00, mas vale muito a pena! A subida é pelo meio do mato, seu pé chega a bater nas árvores do morro. Lá de cima a vista é fantástica, e o lugar também é frequentado por quem pratica voo livre.



Hora do almoço. Indispensável um pratinho com peixe quando se está na orla marinha. Comemos uma caldeirada maravilhosa. O prato para quatro pessoas saiu por R$ 120,00, mas dava para umas seis pessoas comerem tranquilo. Tem várias opções de restaurante em Santos, aí vai de acordo com o bolso no momento.



Demos uma andada pela praia do Gonzaga, uma das mais badaladas da cidade. Lá você vai encontrar um antigo bonde desativado, que fica como adorno para os turístas fotografarem. Tem também o passeio de bonde no centro da cidade, que parece legal, mas não cheguei a fazê-l0.



Outra dica legal é o Aquário de Santos. Passeio barato (R$ 5,00), e ideal para quem está com crianças. Lá você encontra peixes de diversas espécies, além de outros animais marinhos como o leão marinho e pinguins (adoro estes!). O Aquário não é muito grande, mas é um passeio divertido e bonito.



Já anoitecendo, a última parada foi na Vila Belmiro, o estádio do Santos Futebol Clube. Bom, conhecer a Vila era o desejo do nosso amigo Stefano, italiano cujo pai lembra-se de ter visto o Pelé jogar com o time deles em sua época. De fora o estádio mais parece um aquário ou uma academia, mas a Vila Belmiro em si (o bairro) é uma graça.



Com tantas opções, um dia foi muito pouco para passear e conhecer tudo o que tem naquele lugar. Não tivemos tempo de ir ao vários museus que existem ali. Como eu disse no início, Santos mudou muito, e hoje é um exemplo de cidade praiana no Estado. E meu marido adorou o passeio!

Vista da cidade de Santos do alto do teleférico

3 comentários:

  1. São Vicente não é nenhum bairro de Santos, é UMA CIDADE, portanto o título está errado, pois você não fez um passeio em Santos apenas, mas sim em duas cidades.

    ResponderExcluir
  2. Que mania idiota de muitas pessoas ficarem juntando as duas cidades e darem o crédito de todas as belezas de São Vicente para Santos. QUE SACO ISSO ! É MUITA IMBECILIDADE. SÃO VICENTE É OUTRA CIDADE, ALIÁS A PRIMEIRA FUNDADA NESSE PAÍS.

    ResponderExcluir
  3. Leitor esquentadinho, se você não sabe São Vicente (que sei muito bem que é uma cidade) faz parte da "Baixada Santista". Portanto, quando alguém se refere a São Vicente acaba dizendo que foi à Santos, porque é a cidade principal da região. Assim acontece com Guarulhos, região do ABC, entre outras cidades que fazem parte da grande São Paulo. É a cidade principal que leva a fama. Se você tem problemas quando ouve alguém citando Santos como a principal cidade de sua região, sugiro que procure as pessoas que de fato a elegeram a principal cidade do litoral sul e as chame pessoalmente de imbecil ou do que preferir. Ou então, procure um psicólogo, que é a pessoa mais indicada para problemas dessa proporção.
    São Vicente é uma cidade linda sim, e nenhum momento a chamei de bairro. Isso acontece em muitas regiões do Brasil, e sempre a cidade maior ou mais movimentada será o carro-chefe das outras. Aceitemos isso, sem ofenças ou sentimentos de inferioridade.

    ResponderExcluir