segunda-feira, 6 de maio de 2013

Crítica: Homem de Ferro 3

O desprezo por uma pessoa insignificante pode custar caro no futuro de Stark


Mais uma vez Tony Stark (Robert Downey Jr), o Homem de Ferro, terá inimigos para combater. Com crises constantes de ansiedade causadas pelo último acontecimento em Nova York, quando esteve junto aos “Vingadores (Avengers)”, agora um desafeto do passado irá cobrar o  desprezo sofrido pelo herói, que por muitas vezes destratou pessoas que não te interessavam.

Aldrich Killian (Guy Pearce) queria apenas uma ajuda para seu projeto, mas Stark fez o favor de deixar o rapazinho esperando no terraço de um prédio. Hoje, o nerd que parecia inofensivo, criou a A.I.M., uma organização que produz um vírus que recupera pessoas com deficiência, mas que deixa um rastro de sequelas.

Ligado a Killian está o Mandarin (Ben Kingsley), uma nova ameaça para o mundo, um novo terrorista capaz de matar friamente e causar o caos, caso seus pedidos não sejam atendidos.
Homem de Ferro 3 (Iron Man 3) está melhor que o segundo filme, mas possui algumas falhas em sua sequência. Apesar disso, o filme rola de uma maneira legal, conseguindo prender a atenção do telespectador.

Pepper Potts (Gwyneth Paltrow) tem um pouco mais de importância nesta película. Ao que parece, ela precisa do Homem de Ferro para ser salva, mas Tony Stark também precisa de sua namorada para se livrar de todas as suas ansiedades e problemas.

Downey Jr. é perfeito. Não se discute isso. Ele é o Homem de Ferro, será difícil arrumar um substituto para as próximas eras. Seu jeito irônico e debochado é perfeito para Tony Stark. E neste filme não será diferente.

O que eu senti falta é que, apesar das citações dos outros super-heróis do “Avengers”, e dos acontecimentos ocorridos entre eles, nada neste filme faz a ligação para a próxima história dos heróis, e nem ao menos cita a SHIELD. Por que será?

O ar da graça fica para a participação do garoto Harley (Ty Simpkin), que ajuda o Homem de Ferro quando ele está sozinho. O garoto é esperto e super simpático, dando a quebra no mau humor de Stark.

Como diz o próprio Tony, “a única coisa que nunca poderão tirar de mim é que eu sou o Homem de Ferro”. É isso, aguardem porque terá sequência.



Fotos: Divulgação

Um comentário:

  1. eu ainda não vi esse 3, mas gosto muito de filmes de superherois. Quero muito ver ainda mais depois da sua critica.
    beijos

    ResponderExcluir