segunda-feira, 20 de setembro de 2010

O que dizer sobre Resident Evil 4...

Para começar, não tenho muito o que falar de ResidentE vil 4: Recomeço (Resident Evil 4: Afterlife), mesmo porque só assisti ao primeiro filme da série e, confesso, não sou fã dessa saga.

Mas já que assisti ao filme, vou tentar transpassar o que vi e achei. A história já é velha conhecida de seus seguidores, principalmente daqueles que admiram o jogo do qual o filme foi inspirado.

Em sua quarta produção, Resident Evil 4 mostra um mundo devastado por um vírus mortal, onde os poucos sobreviventes lutam para sobreviver. Mas Alice (Milla Jovovich) ainda sobrevive procurando os poucos humanos que não estão infectados, além de enfrentar integrantes da Umbrella, que continua seu propósito de experiências.

Durante a busca, Alice descobre sobreviventes, entre eles uma velha conhecida sua, Claire (Ali Larter), que poderá ajudar a vencer essa guerra mortal e armadilhas feitas pela Umbrella.

O filme tem a direção de Paul W.S. Anderson, que dirigiu o primeiro da saga, além de ajudar no roteiro e produção dos filmes seguintes, e o principal, é marido da protagonista.

Por não gostar muito de filmes do gênero, digo que até que não achei esse todo ruim. Esse lance de mortos-vivos ou zumbis não me agrada, mas o filme tem boas cenas de ação e uma fotografia legal.

Também esqueçam a relação filme X videogame, porque como eu disse, não sou fã do assunto. E do jogo de videogame então, não conheço nada. Mas posso falar que fica claro no final uma continuação para o Resident Evil 5, mesmo porque não temos de fato um final aqui.

Quem tiver oportunidade, prefira assistir a versão 3D. Vi a película na sala Imax 3D e posso dizer que teve horas que até fiquei com tontura, de tão profunda a sensação do real. As primeiras cenas, que mostram a cidade de Tóquio sendo invadida pelo vírus, tem uma aproximação de câmera desde o espaço até chegar a Terra e a cidade de Tóquio que são de tirar o fôlego.

De modo geral, muita luta, muito sangue, e cenas congeladas que ajudam você analisar todo o quadro da situação. Mesmo com todos os exageros e uma história que não agrada a muitos devido a diferença com o jogo original, se você gosta do gênero, assista.

4 comentários:

  1. Olá!
    Bom, assisti o filme esse final de semana e como viciado em gamers... já joguei todos os Resident's lançados até agora. E para quem já jogou o último jogo (Resident Evil 5) sabe que este é de longe o filme que mais trouxe elementos do game para as telas (O segundo filme também foi escelente neste sentido). O cara do machado gigante, aquela coisa que sai da boca dos zumbis, os cães que dividem a cabeça em duas partes, os dispositivos vermelhos no peito das pessoas, a roupa do Wesker e o modo como ele se desvia das balas e o visual da Jill Valentine nos créditos do filme,entre outras coisas são idênticas ao game. É claro que não é possível ser 100% idêntico ao game, afinal a protagonista Alice nem existe nos jogos da franquia, mas entendemos que refazer o game em um filme não iria chamar a atenção de quem não jogou os games, e convenhamos que para fazer sucesso, o filme precisa agradar vários públicos, não apenas os gamers. Por isso finalizo dizendo que quem jogou o quinto jogo como eu, saiu da sala muito satisfeito com o filme. E o filme fez tanto sucesso lá fora que a Mila já divulgou em seu Twitter, que teremos uma continuação! Adorei a sua crítica... excelente!


    Um grande abraço...

    ResponderExcluir
  2. Vixe Maria, preciso ver o Resident Evil 1,2,3 rsrs! Tb não sou fã desse tipo de filme! Estou mais pra Coincidências do amor! (vou ver esse fds!!)
    Silvia, vc assistiu A Caixa? (cameron diaz, se não me engano)
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Eu também não sou muito fã desse tipo de filme,rs.
    Olha adorei sua visitinha ao meu blog.Volte sempre,viu!
    Gostei muito daqui e com certeza voltarei outras vezes.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Não conheço o jogo. Ou melhor, nunca joguei mas posso dizer que fui com gosto assistir aos filmes. hehe

    O visual heroína + ação + zumbis + apocalipse ... Ai ai. Adoooooro! Meio suspense terror + linguagem HQ. Adoro o visual da Milla tb. O 1° filme q vi com ela foi "O 5° elemento", do Besson. Que por sinal, era o maridão dela na época.
    Acho que ela incorpora um visual bem futurista. E uma mulher heroína, touché!

    Ainda assim, gostei mais dos filmes anteriores. Este parece um recomeço ...

    ResponderExcluir