sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Nosso Lar estreia em mais de 400 salas de cinemas do país


Fazer filmes inspirados em alguma doutrina religiosa é sempre complicado. Corre junto ao filme o descrédito, desinteresse pela religião citada, crítica dobrada e a falta de dinheiro no investimento, que torna a obra sempre inferior.


Mas ao que parece, Nosso Lar (Nosso Lar) irá melhorar essa visão. Baseado na obra literária de mesmo nome, psicografia do espírito André Luiz ao médium Chico Xavier, o filme conta a história desse espírito em sua vida pós-morte.


André Luiz (Renato Prieto) é um importante médico da sociedade carioca com uma vida entediante, que abusa do álcool e orgia com mulheres para se sentir melhor. Casado e pai de três filhos, é um homem frio dentro do lar, que apenas crê que seu compromisso seja dar conforto e regalias aos seus.


Quando uma doença surge em decorrência de seus atos, morre e acorda na espiritualidade. É então que sua trajetória em outra vida começa, com muitas dúvidas e medos. Mas assim que é socorrido para a colônia Nosso Lar, descobre que sempre há uma nova chance para os erros cometidos na vida.


O filme é um ponto de interrogação na cabeça de quem o assiste. O assunto “vida após a morte” ainda é uma incógnita para muitos, e é justamente isso que será discutido aqui. Nosso Lar é uma espécie de cidade espiritual, para onde vão aqueles que se arrependem de seus atos errados quando em vida na Terra. Lá se trabalha, há atividades variadas para a hora de lazer, há transportes, hospitais... só que tudo mais moderno.


Alguns atores seguidores da doutrina espírita foram escolhidos para essa trama, como Renato Prieto, Paulo Goulart e Rosa Maria. O diretor Wagner de Assis ficou impressionado quando leu o livro na década de 80, e em 2005 surgiu a ideia da adaptação para o cinema.


Para os que já leram a obra, sentirão falta de muitos acontecimentos que não foram inclusos no filme, mas é totalmente compreensível, já que 102 minutos é pouco para contar tudo.


A cidade Nosso Lar ficou muito bem feita na adaptação, porém é perceptível que se trata de computação gráfica ao fundo. Mas esquecemos esse detalhe nos deixando levar pela maravilha do lugar e pela bela lição de vida que trata a história. Uma emoção que vale a pena sentir.


Imagens da cidade espiritual Nosso Lar (Foto: Fox Film)

8 comentários:

  1. Vou assitir amanhã, to louca pra ver!
    Tem gente que diz não gostar desse tipo de filme,mas eu gosto.Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Esse ainda falta assistir! Só tenho ouvido coisas boas a respeito dessa mega produção! eles tiveram 350 imagens com efeitos visuais desenvolvidos pela empresa canadense Intelligent Creatures(“Babel” e “Watchmen”), além da megacidade cenográfica . Isso sem contar a historia que parece ser muito boa!:-)

    Um grande abraço...

    ResponderExcluir
  3. Meus pais são espíritas e assistiram este filme no domingo. É muito bom mesmo. É uma lição e vai mudar muita coisa por aqui. beijos.

    ResponderExcluir
  4. Pelo trailer podemos perceber que a produção é de primeira.

    Não li o livro, mas pela resenha me parece uma história extremamente emotiva.

    Tb estou curioso para assistir.

    Até mais

    ResponderExcluir
  5. Acrescentando... assisti o filme hj e é ótimo!!! Cumpre bem o objetivo de fazer as pessoas pensarem no que têm feito da própria vida. E mais legal é que diferente do filme "LULA-O FILHO DO BRASIL", nesse vc consegue ver "literalmente" onde foi gasto o dinheiro da produção. Um belo filme!:-)

    Um grande abraço...

    ResponderExcluir
  6. Oi Silvia,

    Não vi e não sei se vou ver, mas estando falando tão bem deste filme, que acredito que vou...

    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Não gosto de filmes de caráter religioso - não por algum tipo de intolerância, apenas por não me identificar.

    Vale a curiosidade que esse filme foi a mais cara produção nacional - os aspectos técnicos são de primeira categoria.

    Abraço!

    ResponderExcluir