domingo, 11 de novembro de 2012

O primeiro contato com a neve a gente nunca esquece!

Vista da neve nas montanhas durante a subida ao vale
 Nós que vivemos no Brasil não temos neve, com exceção a algumas cidades de serra ou do sul do país. O Brasil é um país tropical, de praias de cachoeiras, e geralmente sempre deixa essa pontinha de curiosidade em ver de perto como é um lugar nevado.

Algumas pessoas aproveitam o sul do país no inverno para tentar conhecer o fenômeno natural, porém, nunca é certeza que irá nevar de fato. Para ter certeza que iria conhecer a neve, aproveitei minha viagem ao Chile e fiz um passeio até o Valle Nevado.

Distância do Valle Nevado com algumas cidades
Distante cerca de uns 60 km da capital Santiago, o Valle Nevado é uma região cravada nas Cordilheiras dos Andrés, onde os 37 km de pistas fazem do lugar a maior área de esqui da América do Sul. As instalações são modernas, contando com teleféricos que levam os esquiadores até o topo da montanha. A região também conta com hotéis de alto padrão, equipados com piscina, academia e pub.

Além do Valle Nevado, existem outras áreas de esqui, talvez não tão grandes e luxuosas como esta, mas que podem ser boa opção para aqueles que ainda não têm experiência com o esporte: Farellones, El Colorado, La Parva e Portillo.

Farellones seria a menor área e para aqueles menos experientes ou que querem apenas fazer umas aulas para brincar. Há ali uma pista de ligação com El Colorado, sendo uma anexa à outra. O ingresso também é o mais em conta naquela região. La Parva já é um lugar mais restrito, onde os chilenos possuem casas e apartamentos para passar a temporada de inverno, e Portillo a mais distante, 164 km da capital. Esta também é a estação mais antiga de esqui na América do Sul.

Pistas de eski e teleféricos
Todas as estações são bem equipadas e estruturadas com restaurantes e hotéis, porém, nem sempre estão ao alcance do turista. Por se tratar de um lugar distante, o preço costuma ser tão alto quando a altitude da região. A estrada de acesso também é perigosa e exige muito cuidado do motorista. Geralmente, é comum pagar o serviço de vans para subir ao local, já que quando a estrada está coberta de neve é necessário experiência para chegar ao topo e correntes nos pneus para não deslizar.

Para brincar na neve também é necessário adquirir roupas especiais e impermeáveis, como botas, calças, casaco e luvas. Pelo caminho ou mesmo na estação é possível alugar todos os acessórios, além dos esquis e equipamentos para esquiar.

Para quem tem a curiosidade de ver neve de perto, reserve um tempinho e planeje suas férias para a época de inverno. Você pode optar por se hospedar nas estações de esqui ou mesmo em Santiago, e aproveitar um dia de sua estadia para subir às montanhas. Difícil quem não se emociona em seu primeiro contato com a neve!


Dicas para curtir a neve na região do Valle Nevado:


Estação de El Colarado
- Primeiro que quando se fala Valle Nevado a gente já entende pela região de neve, mas como foi citado, existem outras estações para sua opção. Procure consultar o que for melhor para sua intenção, lembrando que para entrar em qualquer estação você paga (cerca de R$ 100,00, dependendo da estação). Só não paga para ficar do lado de fora, região dos restaurantes.

- Não vá com a ilusão de que poderá brincar na neve se não pagar para entrar na estação. Se eu tivesse seguido isso, teria perdido minha viagem. Você até consegue ficar na pontinha da estação, mas os seguranças são chatos e logo que percebem que você está sem equipamento já vêm dando bronca. Ouvi dizer que Farellones há mais espaço para isso, do lado de fora da estação. Não posso afirmar porque na temporada 2012 Farellones ficou fechada, sem neve suficiente para se esquiar, e, portanto, sem neve também do lado de fora da estação.

- Em qualquer uma das estações tudo é muito caro, absurdo mesmo, a ponto de você pagar num café com croissant a quantia de R$ 70.  Minha dica no caso de você querer curtir o lugar e não dispor de tanta grana assim: leve lancheira. Isso mesmo, faça lanches, compre sucos e achocolatados de caixinha, bolachas, balas, tudo o que não estrague com facilidade. Compre nos mercados de Santiago, é bem mais em conta. Claro que essa dica é para quem está hospedado em Santiago, porque se você optar por se hospedar na região do Valle é porque não irá se preocupar com a grana na hora do almoço...
Detalhezinho da neve bem de perto

- Eu fiquei em Santiago e optei por fazer o passeio de um dia. Fiquei numa dúvida danada na hora de escolher qual estação seria a mais adequada, já que a melhor para quem nem sabe esquiar é Farellones, que estava fechada por falta de neve (aliás, se você não for esquiar ou fazer aulas, nem adianta pagar, como eu disse, sem equipamentos você não fica na área de neve da estação). Acabei optando por um passeio em todas, pela RodoTour. Ficou em cerca de R$ 100 reais (sem ingressos) por pessoa, e conheci Farellones, El Colorado, La Parva e Valle Nevado. Como eu não sei esquiar e não tava a fim de aprender mesmo, valeu a pena, pois conheci todas estações (menos Portillo, mais longínqua) e de quebra a van parou em uma região nevada bem próximo ao Valle Nevado, onde podemos brincar à vontade, rolar na neve e fazer bonecos sem pagar ou ser incomodado por seguranças. Só essa paradinha no final da excursão valeu todo o passeio e contato com a neve.

Bonecos de neve: sonho de quem nunca brincou no inverno gelado
- Há sim a necessidade de se usar roupas especiais para neve. No meu caso, a van da RodoTour parou em uma loja de aluguel bem no começo da subida da serra. Pelo que ouvi, ali ou na capital os preços são mais em conta do que na montanha. Aluguei calça, botas e luvas, porque meu casaco era bem grosso e achei desnecessário gastar mais com isso. E posso dizer que mesmo com tudo isso saí molhada da neve. Dica: leve roupas reservas, você poderá precisar se trocar para o retorno.

- Outra coisa: a subida nas montanhas é para os fortes. Se você for daquele que costuma se enjoar fácil com qualquer coisa, é melhor pensar duas vezes, ou tome medicamento para enjoos. Eu mesma perdi a consciência durante a rápida subida, e outra menina passou mal de quase ter que pararmos durante a descida. São curvas fechadas e conseguintes, capaz de assustar os mais desavisados. Portanto, se você passa mal ao descer a serra para o litoral, procure se informar melhor e tomar medicamento antes de subir.

- A estrada também exige muita habilidade. Se você não tem o costume de guiar em regiões com neves, melhor contratar quem o faça. Há vários serviços pela cidade que fazem excursões para a neve, vale a pena não arriscar, pois conforme o caso, é obrigatório colocar até correntes nas rodas para que o veículo não derrape.

- Procure sempre levar dinheiro vivo, nem todos os lugares são aceitos cartões. Quando fui alugar minha roupa, por sorte consegui passar o cartão, já que por ser uma região distante, nem sempre o sinal está bom.
Estação do Valle Nevado

- O frio da neve é insuportável. Opa, não é bem assim! Lá em cima você pode até passar calor, já que estará bem mais próximo ao sol. Não deixe de maneira nenhuma de levar protetor solar, pois a radiação é bem mais forte nas alturas, e você poderá até pegar uma insolação. Vá com suas roupas de frio, mas deixe sempre uma blusa mais fresquinha por baixo do casaco. Vi muita gente que ficou só de camiseta, pois estava sentindo calor. Leve óculos escuros também.

- E por fim: neve, só no inverno. Se você quer ir ao Chile e aproveitar a oportunidade de ver e curtir a neve, vá de julho até no máximo em setembro. Mesmo porque as estações ficam fechadas fora do período de temporada. Você pode até ir ao local, mas não verá neve e não entrará na estação, entendeu? Geralmente, a temporada termina em outubro, mas dependendo do clima a neve já pode estar derretendo. Fui no final de agosto, começando setembro. Em Farellones nem neve tinha. Alguns lugares dava para ver ela descongelando, já que o sol estava forte. Pesquise antes, procure na internet, há vários sites que indicam a temperatura e como está a região nevada.

Tenha certeza que se você sempre quis brincar na neve não irá se arrepender e ficará vislumbrado com o visual que obterá. 




4 comentários:

  1. quando fui não tinha neve :(
    Não pude fazer um boneco lindo como esse!! Adorei o post, mais uma vez!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não conheço neve :(
    Adorei as dicas e já vi que o passeio não é para mim, pois acho que ficaria muito tensa enjoada na subida da montanha.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. A primeira vez que ví neve fiquei muito emocionada
    Nossa, é muito lindo, não?
    Linda semaninha para tí, Sílvia
    Beijinhos e o nosso carinho
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca vi a neve...sonho com isso...um dia ...

    Nossa, acho que eu não enfrentaria essa montanha...

    beijinhos,

    Lígia e turminha
    =^o^=

    ResponderExcluir