quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Crítica: Magic Mike



Magic Mike fala sobre a vida de strippers masculinos

Um garoto com ambição para um futuro melhor, mas que é obrigado a ganhar a vida de maneira mais fácil. Esse é Mike (Channing Tatum), que faz de tudo um pouco para sobreviver, e à noite trabalha como stripper em uma casa noturna, onde atua como Magic Mike.

O filme relata a vida fácil e o ganho do dinheiro fácil de quem trabalha no ramo dos go-go boys. Mas será que tudo é tão fácil como parece? Mike tem projetos para um futuro melhor e já está à beira de seus 30 anos em uma carreira que pode não ser tão longa.

Durante um trabalho consertando telhados, Mike conhece Adam (Alex Pettyfer), um jovem preguiçoso e ambicioso, a quem decide ajudar. Ensina ao garoto todos os truques para se dançar sensualmente e ganhar mulheres facilmente, o que logo é feito pelo rapaz.

Jovem do tipo “miolo mole”, Adam ainda tem quem o ame e proteja: Brooke (Cody Horn), sua irmã mais velha. A garota chama atenção de Mike, mas seu perfil de mulher conservadora não aceita o tipo de vida que o irmão e paquera querem levar.

De um modo geral, o filme aborda um assunto até que interessante, porém poderia ter mais atitude. As cenas são meio que devagar, mesmo para um filme com dança. Diálogos são chatos e o filme parece não engrenar durante seus 110 minutos.

Ainda temos no longa Matthew McConaughey interpretando o dono da boate, e Olívia Munn como uma bissexual que meio que mexe com os sentimentos de Mike. Digamos que McConaughey parece um velho cowboy tentando seduzir mulheres, e que Olívia faz o tipo ordinária, mas sincera.

O filme foi rotulado como “comédia dramática”, mas vou te dizer, pelo andar da carruagem, está mais para drama mesmo. Faltou muita coisa para chamar atenção. 



2 comentários:

  1. Ontem queria ir ao cinema e esse era o único filme que talvez pudesse ter me feito sair de casa...acabei desistindo! Ainda bem!! Fiquei em casa fazendo maratona de Grey´s anatomy!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Nossa eu imaginava um filme completamente divertido! que estranho, agora que li o post vou pensar duas vezes antes de ver ( não compensa nem pelos meninos?) rs
    Beijos

    ResponderExcluir