sexta-feira, 18 de março de 2011

Jogo de Poder - Uma crítica ao governo americano

Jogo de Poder (Fair Game) é um filme baseado na autobiografia da ex-agente secreta da CIA Valerie Plame, que teve a carreira destruída após um fato importante, no qual está envolvida, ter vazado na imprensa americana.
Valerie (Naomi Watts) descobre que não havia programas de armas nucleares no Iraque, ao contrário do que foi divulgado pelo governo dos EUA. Indica então seu marido, o diplomata Joseph Wilson (Sean Penn), que vai à África investigar possível venda de urânio enriquecido para o Iraque. Descobrindo que também não existiam tais negociações, escreve um artigo para o The New York Times que incendeia a mídia e cria especulações, chegando então à identidade secreta de sua esposa.
O filme é algo bem político, do tipo que faz crítica ao governo americano. Ele nos mostra o que o sistema é capaz de fazer com a vida de uma pessoa desde que ela não interesse mais a ele.
Pelo fato de ser uma espiã que descobre as mentiras contadas no país, Valerie sofre com o desprezo e indignação das pessoas, além de ameaças que passa a receber. Todo o problema, que também envolve o seu marido, deixa o seu casamento em uma situação delicada.
Jogo de Poder é um filme biográfico, baseado em uma história real, mas que tende a ser muito monótono em sua trajetória como película. Algumas cenas são bem primárias, com as câmeras meio desfocadas e em movimento.
A história em si é muito interessante, mas se você é daqueles que não tem muita paciência em salas de cinema quando o filme não apresenta ação, espere então para vê-lo em DVD.

4 comentários:

  1. Querida Silvia, viemos aqui desejar um ótimo fim de semana pra você.

    Beijos, Néia e Nikita:)

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Oi Silvinha! Faz tempo que não passo por aqui!
    Vi esse Trailler no cinema e fiquei com vontade de assistir! Depois te conto o que achei!
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Vi o trailer no cinema, mas ainda não animei conferir no DVD. Talvez pq essa coisa de USA govern e agentes canse um pouco. Esse quê de conspiração x mídia lembra tantos outros filmes. Me veio à cabeça até alguns com Nicole Kidman (A intérprete, O Pacificador).

    Já o Sean ... ai ai ai. O cara SÓ melhora! rs

    ResponderExcluir