quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Vila Velha: praia e descanso




Em uma promoção de viagens procurei o roteiro para a minha próxima parada. Do sudeste do Brasil só não conhecia o estado do Espírito Santo. Então estava decidido, era para lá que eu ia.


Ao fazer buscas sobre Vitória ou Vila Velha, eis que encontro um problema: são poucas as dicas que você encontra na internet sobre esses lugares. Como achei mais dicas sobre Vila Velha, decidi ficar hospedada por lá mesmo.


Como fechei um pacote pela Tam Viagens, peguei um hotel maravilhoso, o Transamérica Parságada. Não o colocarei aqui como “dica de hotel barato”, mas sim de um hotel muito bom, com um café da manhã maravilhoso. A diária, pelo que vi, é bem carinha. O nosso quarto na verdade era um flat. Tinha uma pequena cozinha com fogãozinho, geladeira, balcão para refeições, um pequena salinha para uso de internet, o quarto e o banheiro.



 Piscina do hotel ao anoitecer

O hotel fica na Praia da Costa, que pelo que tinha visto em algumas dicas em outros sites, é a mais bonita e badalada da cidade. De fato, a vista é linda, a praia é limpa, a orla tem ciclovias e à noite fica toda iluminada, onde você pode ver as pessoas praticando esportes e fazendo caminhadas.


E por falar em caminhadas, como caminhei naquele lugar! Quando chegamos na cidade fomos procurar um bom restaurante para comer. E vai que assim andamos para o lado da Praia de Itapoá. Estávamos de chinelos...Resultado? Pés machucados e doloridos no fim do dia.


Apesar de todo o cansaço encontramos um bom lugar para comer, o Caranguejo do Assis. Já havia ouvido falar que era bom, e de fato, comi uma moqueca de cação maravilhosa lá. Com arroz, banana e pirão, pagamos por volta de uns R$ 42,00. Indico para todos ir até lá.


À noite, o lance era chopp com porção. Depois daquele almoço perfeito, era só o que descia. Eu pedi isca de peixe e meu marido optou pela carne-de-sol. Não estava nem um pouco afim de comer carne, meu negócio naquela cidade era com peixe mesmo. O lugar era o Costa Brasil, que fica nas ruas de trás da avenida da praia. Ah, também aproveitei para conhecer o shopping da Praia da Costa (bem paulistana mesmo né, vai passear e acaba indo conhecer shoppings).




No outro dia resolvemos aproveitar a praia. Muito boa, limpa, areia clarinha, porém com ondas fortes, que arrebentam na beira da praia e são capazes de te derrubar. Levei altos caldos lá... Não sei se foi o mês que fui, mas ô água gelada! No começo é até difícil encarar, mas depois a gente acaba acostumando. O que me deixou abismada foi um casal que estava passeando pela praia com seu pequeno cachorrinho tê-lo feito entrar contra a vontade naquela água gelada. Sério, dava para ver o desespero do coitado, que se batia como louco. Oras, se quer entrar na água, entre, mas não imponha ao pobre coitado que não teve escolha. Que judiação...


Depois da praia, mais uma pausa na piscina do hotel, com direito a curtir a maravilhosa vista do terraço panorâmico.

Vista do terraço do hotel - Praia da Costa à noite



Hora do almoço. Vamos agora em sentido contrário do dia anterior, em direção ao centro, na ponta mais movimentada da Praia da Costa. O restaurante que escolhemos desta vez foi o Belas Ondas (acho que era esse o nome). Comi caranguejo a R$ 4,00 e uma moqueca de camarão (acompanhada por arroz, banana e pirão) por uma média de R$ 50,00. Muito bom, me dá água na boca só de lembrar. Recomendadíssimo!


 Tive azar em relação ao turismo na cidade. Sei que os principais pontos são o farol de Santa Luzia e o convento da Penha, porém não consegui ir a nenhum dos dois. Cheguei até a ir ao tal farol, mas cheguei umas 6 da tarde lá e já estava fechado. E para ir ao convento da Penha os nativos me disseram que era necessário ir de carro, então nem cogitei.


Mas aproveitei para descansar e curtir a bela praia da cidade, isso já me valeu muito a pena (estou lembrando daquele pobre cachorrinho na água gelada...). E de tanto caminhar, nossa última noite em Vila Velha ficamos fechados no quarto do hotel mesmo, cansados e queimados do sol.


Domingão, último dia da viagem. Acordamos mais cedo para curtir um pouquinho mais da praia e depois encerramos nossa estadia. O almoço foi no Costa Brasil, um filé de salmão grelhado com alcaparras, muito leve e gostoso.

Vista da Praia da Costa durante o dia



Tanto para ir ao hotel como para voltar ao aeroporto optamos pelo táxi mesmo. Quando você sai do aeroporto de Vitória existe um serviço tarifado de táxi, não tendo como errar o preço que irá pagar no final da corrida. Eles já te passam o valor na hora. Do aeroporto até Praia da Costa paguei uns R$ 36,00. Na volta pedimos um táxi da cidade mesmo, e ficou até mais barato do que o que faz serviço para o aeroporto.


Aliás, o aeroporto de Vitória é uma caixinha de ovo. Muito pequeno, se você tiver que ficar muito tempo por lá em um final de semana vai sentir o desconforto. Mas para minha sorte foi lá que vi os músicos do Capital Inicial esperarem para o embarque no mesmo voo que o meu. Tietagem total, com direito a fotinho...rs.


O que posso dizer sobre a cidade ainda é que em relação a turismo ela não é tão estruturada. Não existe placa nas praias para informar onde você está, mesmo nas ruas é difícil encontrar pontos de referência. E também lojinhas que vendem os famosos souvenirs que atraem turistas, pelo menos na avenida da praia não vi nenhuma. É isso, Vila Velha é uma cidade graciosa, com bela paisagem, praia e ótimos restaurantes. Se você quer um lugar para descanso, é para lá mesmo que deve ir.


Não deixe de fazer em Vila Velha:

-Comer moqueca de peixe e camarão, a culinária típica do lugar;
-Ir  no farol de Santa Luzia e Convento da Penha, os principais pontos turísticos do lugar (apesar de eu não ter ido, sempre ouço falar que a vista lá é muito bonita);
-Comprar chocolate Garoto (a fábrica é lá mesmo, e se puder, agende também a visita na fábrica, dizem que é muito legal. Os dias de minha estadia por lá não me permitiram essa alegria...);
-Chupar o picolé da Garoto (é isso mesmo, tem sorvete da Garoto por lá, e recomendo o Talento, todos são deliciosos!);
-Deitar-se na areia limpinha e clarinha da Praia da Costa e curtir a água também limpa do local (não conheci as outras praias, mas essa aqui eu aprovo.


Cidade de Vila Velha


Nenhum comentário:

Postar um comentário