sábado, 5 de setembro de 2009

A beleza e modernidade de Curitiba

Acho que nunca vou me cansar de ir a essa cidade. Já a conhecia, mas cada vez que vou até lá, acabo gostando ainda mais dela. Curitiba é uma cidade moderna, com atrativo turístico em um lugar que você poderia achar que não há nada para se ver.
Vamos começar falando da cidade em si. Capital do Paraná, ela oferece bastante diversidade em hotéis, lojas, e possui também um bom sistema de transporte. Os táxis, todos laranjinhas, são marcas registradas do lugar. O ônibus é todo articulado, você paga a passagem e entra num “tubo”, e dali você viaja para todo o lado da cidade, fazendo a devida baldeação, se necessário.
Curitiba não é muito grande, o que significa que se você for de carro, aprenderá a rodar ali rapidinho. Grandes prédios se concentram mais no centro da cidade, enquanto que em outros bairros vemos muitas casas e prédios pequenos, de uns 4 a 5 andares.
Para se hospedar, os melhores lugares estão entre o Centro Histórico e o Centro Cívico, onde encontramos mais lojas, restaurantes, casas noturnas e shoppings.
Lugares para visitar: até agora não consegui ir a todos, mas vou passar aqueles que já conheci e recomendo.
Cartão postal de Curitiba, não deixe de ir de maneira nenhuma ao Jardim Botânico. O lugar é lindo, amplo, com toques europeus. A estufa possui várias espécies de plantas e é o charme de todo o jardim.
Outro lugar interessante é a Ópera de Arame. É um tipo de casa de espetáculo, toda feita de tubos e teto transparente, muito elegante e interessante. É aí que você que uma cidade bem estruturada pode sim ter pontos turísticos não naturais e muito bem visitados. Ela faz parte do Parque das Pedreiras, e a paisagem natural ali também é muito bonita.
Aliás, em relação a paisagens naturais, Curitiba nos deixa com um monte de opções de parques para visitar. Nesta minha última ida, no finalzinho de agosto, conheci o Parque Tanguá. Fica no bairro de Pilarzinho, bem pertinho da Ópera de Arame. Fiquei maravilhada com a paisagem do parque, com as flores e um lindo espelho d’água que complementa toda a graça do local.
Parque Tanguá
Outro passeio que pude conferir agora foi a “feirinha do Largo da Ordem”. Acontece aos domingos, das 9 às 14 horas, e você encontra de tudo por lá, desde artesanato, bijuterias, até roupas. Fica bem no centro, passando também pela famosa Rua das Flores.
Relógio das Flores
Entre as várias praças da cidade, vale a pena conhecer a Praça do Japão. Fica na Av. Sete de Setembro, lugar fácil de encontrar. A praça mantém um jardim japonês muito bonito, além de lagos artificiais e o Portal Japonês, onde você pode escrever seu desejo e deixá-lo pendurado numa “árvore dos pedidos”.
Em relação à gastronomia, por ser uma cidade grande, é claro que irá encontrar restaurantes para todos os lados e com todo o tipo de cardápio. Mas para quem gosta de massas, não pode deixar de visitar o bairro Santa Felicidade. O lugar é conhecido por ser tipicamente italiano e manter a culinária como seu forte. Fui conhecer o restaurante Madalosso, que na categoria de qualquer pesquisa que fizer na Internet, o verá como sendo o mais em conta naquele lugar. Pois é verdade. Por R$ 22,00, comi como uma rainha e experimentei massas deliciosas. O lugar funciona como um rodízio de massas, e serve tudo quanto é tipo delas. Ainda depois do almoço você pode ir até a loja que fica bem em frente ao restaurante e comprar os vinhos que levam a marca Madalosso. Provei todos e adorei. Imagina se não os trouxe para casa...


 
Comprando vinhos no Madalosso

 

Bom, é claro que aqui não coloquei todas as dicas de Curitiba, pois ainda não visitei todos os lugares bonitos daquela cidade. Mas os que citei, recomendo. Se você quer conhecer uma cidade que seja diferente do circuito praia-montanha, visite Curitiba.
 
  Panorâmica do Parque Tanguá

Nenhum comentário:

Postar um comentário